Sobre o blog

Quando se fala em provisão de serviços públicos, quem é o agente principal? O cidadão que demanda o serviço, o governo que desenvolve as políticas e aloca os recursos, ou os servidores que as implementam? Ninguém, ou melhor, todos. O resultado que ocorre quando os agentes deixam de cumprir o seu papel o brasileiro já conhece: serviços públicos que deixam a desejar. Portanto, para aprimorar os serviços públicos, não basta focar em recursos, precisamos falar de escolhas e posturas. É preciso avaliar quantitativamente o impacto de políticas públicas, reconhecer limitações e desafios políticos, analisar prioridades e discutir motivações e incentivos. Muita informação existe a esse respeito, mas não é trivial filtrá-las e digeri-las. Esse é o objetivo desse blog: traduzir o resultado de pesquisas para gestores públicos ou cidadãos interessados em saber como colocar os serviços públicos para funcionar.

Vamos discutir questões como: Quais as prioridades do brasileiro? Por que é mais difícil aumentar a qualidade dos serviços no setor público do que de no setor privado? O Brasil precisa investir mais dinheiro em saúde e educação? As políticas que estão sendo feitas produzem resultados? Como incentivar os políticos a fazerem boas escolhas? Qual o impacto de estratégias de gestão institucional na qualidade do serviço prestado? Que mecanismos de incentivos funcionam no setor público? Preparem-se para ver muitos números e gráficos. As autoras só acreditam em evidências fundamentadas com números. Convidamos a todos para participar da discussão. Boa leitura!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s